Redes Sociais

Leitura Dinâmica

Nos orgulhamos da loucura proposta
Artigo publicado em: 12/03/2017
Compartilhe

Lembro como se fosse hoje, quando compramos a primeira filmadora para o CGTV. A ideia de fazer TV me fascinava justamente por ter atuado em emissoras convencionais, inclusive como repórter na TV Brasil Central, ao lado do meu amigo e irmão Tulio Isac e também de outras experiências semelhantes em emissoras como Record e SBT em São Paulo.

O dinamismo e a facilidade de entendimento do público com este tipo de comunicação é algo que fascina quem quer entregar uma ideia ou uma informação a alguém.

Sempre digo que TV é o veículo criado para todos os públicos. Ele atende desde as pessoas mais simples que não conseguiram, se quer, aprender a ler, até os mais cultos, principalmente quando o conteúdo apresentado é produzido com qualidade.

O Correio Goiano é um jornal impresso com circulação mensal, mas em 2012 nossos olhares, diante de aprendizados e experiências que chegaram com a aquisição de novos conhecimentos sobre tecnologia da informação, voltaram-se para um novo projeto que, na época, foi desacreditado por alguns e criticado por muitos. Alguns perguntavam: “Como é esse negócio de TV, vai ser igual o que?” E as respostas eram quase limitadas, justamente porque o investimento a ser feito era grande, principalmente, investimento da técnica a ser aplicada.

Iniciamos com produção de videorreportagens e na época produzimos muitas matérias que hoje já foram vistas por mais de 1 milhão de pessoas; em seguida, evoluímos para a produção de cinema e nosso conteúdo ficou rico em visual e áudio.

Ao ponto que íamos dando vida ao projeto que hoje é realidade, também éramos alvos de críticas, principalmente, porque o único veículo a enfrentar o desafio era o Correio Goiano, enquanto os demais continuavam ignorando esta nova forma de comunicar, ainda assim, continuamos, porque tínhamos e temos um grande projeto.

Adquirimos equipamentos específicos e investimos em técnica; criamos estúdio de TV com toda estrutura necessária; adquirimos veículos de reportagens, passamos por processos para entender melhor a área e neste ano, em 06 de janeiro, colocamos no ar a primeira edição do primeiro programa ao vivo. CGTV Sports estreou com sucesso e com o objetivo de discutir o futebol e outros esportes. Em seguida, outros programas vêm surgindo como o telejornal diário, Café da Manhã; o programa Direito em Debate para discutir a vida dos cidadãos e o CG Talk Show que é o espaço dos artistas de Goianésia e região e que vem fazendo muito sucesso.

O que antes era loucura aos olhos de alguns, hoje é referência e estamos servindo de inspiração até para os demais veículos que estão seguindo os nossos passos.

É bom ser referência, mas é melhor ainda saber que as coisas de Deus são loucura aos olhos dos homens e o CGTV é um projeto de Deus e por esse motivo representa a sociedade; seja com espaço para promoção das pessoas ou bancada para discutir problemas da sociedade e encontrar solução.

CGTV – A Evolução da Comunicação. Aguarde, porque esse é apenas o começo de um projeto que vai muito além do casal Tulio e Adriana; ele é um projeto que vai ficar para a história de Goianésia e de Goiás.

Comente este artigo