Redes Sociais

Leitura Dinâmica

O que é Política Agroecológica
Artigo publicado em: 25/07/2016
Compartilhe

A política agroecológica deve ser desenvolvida de duas formas: como um campo disciplinar que lida com a concepção e produção de ações, instituições e destinada a alcançar normas de sustentabilidade agrícolas e também como uma ideologia na competição com os outros sistemas; ela é dedicada a espalhar e se tornar hegemônica uma nova forma de organizar os agroecossistemas bem como os paradigmas baseados na ecologia e na sustentabilidade.

Segundo Altieri (2009), vivemos um momento de crise agrícola e ecológica mundial. Deste modo, são visíveis problemas como a miséria, a escassez de alimentos, a desnutrição e a fome, e também, condições de saúde precárias, concentração de terras, exclusão social, violência e degradação ambiental. Neste sentido a política de agroecologia contribui para repensar os modelos de regulação do desenvolvimento rural, incorporando uma abordagem ecológica, que vai além da técnica agrícola ou formas de gestão de agroecossistemas.

A política de agroecologia, que assume a sustentabilidade agrícola, não é alcançada apenas com medidas tecnológicas agrícolas ou ambientais que ajudam os agroecossistemas no redesenho de uma forma de desenvolvimento sustentável. Sem uma mudança profunda no quadro da força institucional não é possível que as experiências agroecológicas se tornem generalizadas e bem sucedidas na luta contra a crise ecológica no país. Tal mudança necessita de mediações políticas organizadas para que se tornem viáveis.

Nos sistemas democráticos, por exemplo, necessariamente implicam ações coletivas através de movimentos sociais, na participação política eleitoral, no jogo de alianças entre diferentes forças sociais para se compor maiorias de governo, etc. Ou seja, requer essencialmente o desenvolvimento de estratégias políticas para que os projetos de instituições que promovam a realização da sustentabilidade agrícola se tornem realidade no país e no mundo.

Comente este artigo